Estudo de Caso: Viabilidade de implantação do Programa de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) para recuperação da bacia hidrográfica do “Rio das Pedras” no Município de Quirinópolis – GO

Carolina Merida, Rejaine Silva Guimarães, Fabiana Santana Silva

Resumen


O presente estudo de caso tem o propósito de analisar a viabilidade de implantação do Programa de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA) visando a recuperação das áreas degradadas da bacia hidrográfica do “Rio das Pedras”, principal curso d’água que abastece a população do Município de Quirinópolis-Goiás. Para tanto, foi utilizado o procedimento metodológico do estudo de caso a partir da análise do laudo pericial realizado em 2019, nos autos da ação civil pública em tramitação na Vara de Fazendas Públicas do Município de Quirinópolis-Goiás. A pesquisa aponta a necessidade de implantação do PSA como instrumento de incentivo ambiental voltado à manutenção da quantidade e da qualidade dos recursos hídricos do Município. O primeiro recorte do estudo indica a necessidade de mapeamento das propriedades rurais inseridas na bacia hidrográfica do Rio das Pedras como suporte para a implantação de um projeto piloto. As conclusões preliminares permitiram elaborar uma proposta para recuperação das nascentes da bacia hidrográfica do Ribeirão das Pedras, cujo objetivo é a mitigação das degradações, para recuperação das APPS, no curso d´água, nascentes e erosões dentro do imóvel rural.  Para fins de implantação do PSA, será utilizada como referência a iniciativa do município de Rio Verde – Goiás, com o Programa Produtores de Águas, que foi instituído pela Lei Municipal 6.033/2011 (Rio Verde, 2011), alterado pela Lei 6.290/2013 (Rio Verde, 2013).


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


ANA. Agência Nacional de Águas e Saneamento (Brasil). Conjuntura dos Recursos hídricos no Brasil 2018: informe anual. Agência Nacional de Águas, Brasília: ANA, 2018. Disponível em: https://arquivos.ana.gov.br/portal/publicacao/Conjuntura2018.pdf. Acesso em: 12 ago. 2021.

ALTMANN, A. Pagamento por Serviços Ambientais: aspectos jurídicos para a sua aplicação no Brasil. Disponível em: http://www.planetaverde.org/arquivos/biblioteca/arquivo

_20131031141425_2097.pdf. Acesso em: 02 de ago. de 2021.

ARAÚJO, P. S. As modificações dos institutos da Reserva Legal e das Áreas de Preservação Permanente diante da Lei n. 12.651/12 (Novo Código Florestal brasileiro): avanços ou retrocessos? Velo Horizonte, 2014. Dissertação apresentada ao programa de Mestrado em Direito da Escola Superior Dom Helder, 2014.

BENINCÁ, M. C.; CLEMENTE, E. C. “O Programa ‘Produtor de Água’ como Proposta de Fortalecimento Socioeconômico e de Recuperação dos Recursos Naturais”. Revista GEOSUL, v. 36, n. 78, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/geosul/article/view/69947. Acesso em: 24 fev. 2021.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Ofcial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 5 out. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ constituicao.htm. Acesso em: 24 de fev. de 2021.

BRASIL. Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, regulamenta o inciso XIX do art. 21 da Constituição Federal, e altera o art. 1º da Lei nº 8.001, de 13 de março de 1990, que modificou a Lei nº 7.990, de 28 de dezembro de 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9433.htm. Acesso em: 27 de fev. de 2021.

BRASIL. Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012. Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa; altera as Leis nºs 6.938, de 31 de agosto de 1981, 9.393, de 19 de dezembro de 1996, e 11.428, de 22 de dezembro de 2006; revoga as Leis nºs 4.771, de 15 de setembro de 1965, e 7.754, de 14 de abril de 1989, e a Medida Provisória nº 2.166-67, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12651.htm. Acesso em: 10 de abril de 2022.

BRASIL. Lei nº 14.119, de 13 de janeiro de 2021. Institui a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais; e altera as Leis n os 8.212, de 24 de julho de 1991, 8.629, de 25 de fevereiro de 1993, e 6.015, de 31 de dezembro de 1973, para adequá-las à nova política. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2021/lei/L14119.htm. Acesso em: 20 de ago. de 2021.

GIL, S. O. et. al. “Instituições financiadoras do Programa Produtor de Água e os objetivos do desenvolvimento sustentável”. Administração Rural. v. 4. Belo Horizonte - MG: Poisson, 2020. Disponível em: https://www.poisson.com.br/livros

/adm_rural/volume4/Adm_Rural_vol4.pdf. Acesso em: 16 de ago. de 2021.

GOIÁS. Lei nº 18.104, de 18 de julho de 2013. Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa, institui a nova Política Florestal do Estado de Goiás e dá outras providências. Disponível em: https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=256749#:~:text=DISPOSIÇÕES%20GERAIS-,Art.,o%20alcance%20de%20seus%20objetivos. Acesso em: 20 de abril de 2022.

JODAS, N. Pagamentos por serviços ambientais. Diretrizes de Sustentabilidade para os projetos de PSA no Brasil: Atualizado de acordo com a Lei 14.119/2021 (Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais). Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2021.

MERIDA, C. Pagamento por Serviços Ambientais como Instrumento de Efetividade do Desenvolvimento Sustentável em Rio Verde, Goiás. Goiânia, 2014. Dissertação (mestrado) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Programa de Mestrado em Direito, Relações Internacionais e Desenvolvimento, 2014.

MOURA, A. A. G. de. Efetividade das Áreas de Reserva Legal por meio de Pagamento por serviços ambientais. Perspectiva para a recuperação do cerrado goiano. Goiânia: Kelps, 2012.

NUSDEO, A. M. de O. Pagamento por serviços ambientais: sustentabilidade e disciplina jurídica. São Paulo: Atlas, 2012.

PARRA, R. A. Agronegócio, sustentabilidade e a Agenda 2030: a relação entre economia verde, Código Florestal e poder judiciário. Londrina, PR: Thoth, 2020.

PAULA, M. M. de. Análise da Água e das Condições Ambientais da Bacia Hidrográfica do Ribeirão das Pedras, Quirinópolis/GO. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia/PPG-GEO da Universidade Federal de Goiás - Campus de Jataí – UFG/CAJ. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/180/o/Disserta%C3%A7%C3%A3o_M%C3%ADrian_Maria_de_Paula.pdf. Acesso em: 26 de ago. de 2021.

RIO VERDE. Lei nº 6.033, de 28 de outubro de 2011. Cria o programa produtor de água. Disponível em: http://www.rioverde.go.gov.br/docsoscs/bacia_justificativa4.pdf. Acesso em: 12 de ago. de 2021.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2022 Cadernos de Dereito Actual

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.


 

Cadernos de Dereito Actual

www.cadernosdedereitoactual.es

© 2013 por Xuristas en Acción.  

ISSN impreso: 2340-860X. ISSN electrónico: 2386-5229

 

Indexada en | Indexed by:

 

 

Consulta más bases de datos aquí