Crimes tributários em contextos de normalidade e de calamidade pública no Brasil: a necessidade de sistematização constitucional do Direito Penal Tributário em prol das garantias individuais

VICTOR AUGUSTO ESTEVAM VALENTE

Resumen


O presente artigo analisa os crimes tributários em tempos de normalidade e de calamidade pública no Brasil, com a finalidade de demonstrar que os efeitos econômicos e financeiros provocados pela pandemia da COVID-19 (SARS-CoV-2 ou “Novo Coronavírus”) demandam uma reinterpretação das decisões judiciais no âmbito do direito penal tributário em prol das garantias individuais dos contribuintes e dos responsáveis tributários. Avalia-se a importância do bem jurídico-penal como limite crítico à intervenção criminal no sistema tributário nacional, tanto em tempos de normalidade como nos contextos de calamidade e de crises econômicas. Discorre-se sobre a necessidade de sistematização constitucional do direito penal tributário no âmbito das interpretações judiciais, no intento de assegurar o respeito à dignidade humana e à intervenção mínima. Para tanto, utiliza-se na presente perquirição de referências bibliográficas tanto em nível nacional, como no âmbito estrangeiro, além dos métodos multidimensional, dialético e silogístico.

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))

Referencias


ANDRADE FILHO, E.O. Direito Penal Tributário: Crimes Contra a Ordem Tributária e Contra a Previdência Social. 4 Ed. São Paulo: Atlas, 2004.

BALTAZAR JUNIOR, J.P. Crimes Federais. 11. Ed. São Paulo: Saraiva, 2017.

BITENCOURT, C.R. Tratado de Direito Penal Econômico. V 1. São Paulo: Saraiva, 2016.

BITENCOURT, C.R. Tratado de direito penal: parte geral. Vol. 1. 11 ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm >. Acesso em: 20 jan. 2021.

BRASIL. Decreto-lei nº 288, de 28 de fevereiro de 1967. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del0288.htm >. Acesso em: 19 mar. 2021.

BRASIL. Decreto-lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal). Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del2848compilado.htm >. Acesso em: 20 mar. 2021.

BRASIL. Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966 (Código Tributário Nacional). Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5172compilado.htm >. Acesso em: 19 mar. 2021.

BRASIL. Lei nº 13.988, de 14 de abril de 2020. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/l13988.htm >. Acesso em: 21 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal). Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del2848compilado.htm >. Acesso em: 24 fev. 2021.

BRASIL. Ministério Público Federal. Enunciado nº 98 da Segunda Câmara de Coordenação e Revisão. Disponível em: < http://www.mpf.mp.br/atuacao-tematica/ccr2/enunciados >. Acesso em 21 mar. 2021.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Habeas Corpus nº 399.109/SC. Min. Rel. Rogério Schietti Cruz. Julgado em: 22 agos. de 2018. Data de publicação: 31 agos. 2018.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. REsp 1.378.053-PR, Rel. Min. Nefi Cordeiro, julgado em 10/8/2016, publicado no Informativo 587.

BRASIL, Superior Tribunal de Justiça. REsp 1226719/RS, Rel. Ministro SEBASTIÃO REIS JÚNIOR, Sexta Turma, Julgado em: 5 mar. 2013, DJe 1º jul. 2014.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. REsp 499.442. Rel. Min. Felix Fischer. Quinta Turma. Julgado em: 12 agos. 2013.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. 5ª Turma. RHC 43.558-SP. Rel. Min. Jorge Mussi. Julgado em: 5 fev. 2015. Publicado no Informativo 555.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Súmula 430. Disponível em: < https://www.stj.jus.br/docs_internet/revista/eletronica/stj-revista-sumulas-2014_41_capSumula430.pdf >. Acesso em: 19 mar. 2021.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. ADC 18/DF. Min. Menezes Direito. Julgado em: 12 fev. 2008. Data de Publicação: 18 fev. 2008.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. HC 136250/PE, Rel. Min. Ricardo Lewandowski, julgamento em 23/05/2017, publicado no Informativo 866.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. RE 574706/PR. Rel(a). Min(a). Cármen Lúcia. Julgado em: 1 agos. 2013. Data de Publicação: 06 agos. 2013.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. RHC nº 163.334/SC. Min. Rel. Luiz Roberto Barroso. Plenário. Julgado em: 18 dez. de 2019.

BRASIL. Tribunal Regional Federal da Quarta Região, Rel. Des. Victor Luiz dos Santos Laus. Quarta Seção Enul 0012893-32.2005.404.7200, Juldado em ago. 2013.BRASIL. Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Apelação Criminal nº 5010322-95.2017.4.04.7001/PR. Des. Rel. João Pedro Gebran Neto. Oitava Turma. Julgado em: 9 out. 2019.

BRASIL. Tribunal Regional Federal. 4ª Região. Apelação Criminal Nº 5016942-62.2018.4.04.7107. Rel(a). Des(a). Cláudia Cristina Cristofani. 7ª Turma. Julgado em: 4 fev. 2020.

CARVALHO, P. B. Direito Tributário: fundamentos jurídicos da incidência. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 1999.

ESTELLITA, H. Tutela Penal e As Obrigações Tributárias na Constituição Federal. São Paulo: Revista dos Tribunais, 200.

FÜHRER, M.R.E. Curso de Direito Penal Tributário Brasileiro. 1 Ed. São Paulo: Malheiros, 2010.

GRAU, E.R. A ordem econômica na Constituição de 1988 (interpretação e crítica). 14 ed. São Paulo: Malheiros, 2010.

GRECO, L.; ASSIS, A. “O que significa a teoria do domínio do fato para a criminalidade de empresa”. Autoria como domínio do fato: estudos introdutórios sobre o concurso de pessoas no direito penal brasileiro. GRECO, L. LEITE, A. TEIXEIRA, ASSIS, A. São Paulo: Marcial Pons, 2014.

LIEBHARDT, M.E. “As Complexidades do Sistema Tributário Brasileiro e a Tributação Sobre o Consumo de Medicamentos”. Tributos e Medicamentos. 1 Ed. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

LOPES JR., A. Direito Processual Penal. São Paulo: Saraiva, 2006.

MACHADO, H.B. Crimes Contra a Ordem Tributária. 4 Ed. São Paulo: Atlas, 2015.

MARTÍNEZ-BUJAN PÉREZ, C. “El delito de defraudación tributaria”. Revista Penal, Valencia, v. 1, n. 1, p. 55-66, jan. 1998.

MARTÍNEZ-BUJAN PÉREZ, C. “El delito de defraudación tributaria”. Revista Penal, Valencia, v. 1, n. 1, p. 55-66, jan. 1998.

PAULSEN, L. Crimes Federais. 2 Ed. São Paulo: Saraiva, 2018.

PAULSEN, L. Curso de Direito Tributário Comentado. 10 ed. São Paulo: Saraiva, 2019.

PIMENTEL, M.P. Direito Penal Econômico. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1973.

PRADO, L.R. Direito Penal Econômico. 7 Ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2016.

RODRIGUES, A.M. “Direito penal económico: é legítimo? é necessário?”. Revista Brasileira de Ciências Criminais, São Paulo, v. 25, n. 127, p. 15-38, jan.. 2017.

RODRIGUES, A.M. Direito penal económico: uma política criminal na era do compliance. Coimbra: Quarteto, 2003.

ROXIN, C. Autoría y dominio del hecho en derecho penal. Madrid: Marcial Pons, 1998.

SCALISSE SILVA, Amanda. “A Reparação do Dano e A Restituição da Coisa Como Condição Para a Celebração do Acordo de Não Persecução Penal Para Crimes de Natureza patrimonial e Tributária”. Acordo de Não Persecução Penal. BEM, L. S. MARTINELLI, J.P. p. 405-447. Belo Horizonte: D´Plácido, 2021.

SCHÜNEMANN, B. Delincuencia empresarial: cuestiones dogmáticas e de política criminal. Buenos Aires: Fábian J. di Plácido, 2004.

SILVA, K.G. Tributação do Setor Farmacêutico no Brasil: Panorama Legislativo e Análise Crítica. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UNB). Brasília, 2012.

SILVA SÁNCHEZ, J.M. Aproximação do direito penal contemporâneo. Tradução de Roberto Barbosa Alves. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2011.

SOUSA, S.A. Os Crimes Fiscais: análise dogmática e reflexão sobre a legitimidade do discurso criminalizador. Coimbra: Coimbra Editora, 2010.

STOCO, R.; STOCO, T.O. Crimes Contra a Ordem Tributária. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2016.

TIEDEMANN, K. “El concepto de delito económico y de derecho penal económico”. Nuevo pensamiento penal: revista de derecho y ciencias penales: revista de derecho y ciencias penales, Buenos Aires, v. 4, 5/8, p. 461-475, 1975.

VALENTE, V.A.E. “A Reparação do Dano e Os Reflexos da Confissão Pré-Processual no Acordo de Não Persecução Penal”. Acordo de Não Persecução Penal. BEM, L. S. MARTINELLI, J.P. p. 405-447. Belo Horizonte: D´Plácido, 2021.

VALENTE, V.A.E. Direito Penal de empresa & criminalidade econômica organizada: responsabilidade penal da pessoa jurídica e de seus representantes face aos crimes corporativos. Curitiba: Juruá, 2015.

WALKER JR., J.; FRAGOSO, A. Direito Penal Tributário: Uma visão Garantista da Unicidade do Injusto Penal Tributário. 2 Ed. Belo Horizonte: D´Plácido, 2019.

ZIEMBOWICZ, R.L. Crimes Tributários: Extinção da Punibilidade e Sonegação. São Paulo: Almedina, 2020.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2021 Cadernos de Dereito Actual

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional.


 

Cadernos de Dereito Actual

www.cadernosdedereitoactual.es

© 2013 por Xuristas en Acción.  

ISSN impreso: 2340-860X. ISSN electrónico: 2386-5229

 

Indexada en | Indexed by:

 

 

Consulta más bases de datos aquí